Ronaldo do Bandolim na Guitar Player

Trecho de matéria sobre o disco Trio Madeira Brasil, publicada pela Guitar Player.

Ronaldo é um mestre. Executa solos com pegada e técnica. Além de improvisos, também faz intervenções rítimicas no cd. "Não posso fazer levadas fortes porque senão fico muito por cima e tiro o brilho dos violões", explica.

Quem já conhece o trabalho de Ronaldo no Época de Ouro se surpreende com a naturalidade com que toca outros gêneros no trio. "Acho fundamental não basear-me em apenas um estilo. Sou chorão, mas gosto de Egberto, Hermeto...". O músico faz questão de ressaltar que o papel dos violões não é apenas acompanhar o bandolim, como nos trabalhos de Jacob do Bandolim. "Preferimos misturar os sons", diz.

Uma das qualidades mais impressionantes de Ronaldo é a precisão e velocidade da sua palhetada. Mas ele ressalta que não há um segredo especial para desenvolver essa técnica. "Em músicas complicadas como Vôo da Mosca, que não está no disco, articulo o pulso e mantenho a mão firme, como um guitarrista. Em outras, mexo mais os dedos, uma palhetada mais ligada à boemia", explica.

O músico também tem uma forma diferente de realizar aberturas de acordes. Como seu instrumento é afinado em sol, ré, lá, mi (do grave para o agudo), Ronaldo prefere realizar muitas inversões. "É difícil basear as tônicas dos acordes nos graves, já que, para isso, os dedos ficam excessivamente abertos. Além disso, gosto de fazer as harmonias em apenas três cordas, para ficar mais fácil. O Egberto Gismonti disse certa vez que, às vezes, poucas notas já expressam o seu sentimento. Levo essa idéia para o bandolim. Se acompanhado por violão ou piano, soa legal. Gosto de imaginar o som do bandolim em um contexto com outros instrumentos".

Ronaldo usa um Do Souto, ligado a um pedal Chorus, da Boss. Hoje, utiliza captador Paulo Rogério ou De Byll. O maior problema é as cordas, pois Ronaldo não encontra específicas e de qualidade para esse instrumento. Por isso, tem de combinar jogos diferentes. Para melhorar o som, e deixá-lo mas brilhante, ele passa vela nas cordas, um truque ensinado por Dino das Sete Cordas.

Clicky Web Analytics