Ragtime

1 O ragtime é um estilo pré-jazz que teve seu auge na década de 1890 e guarda muita semelhança com o choro. Ambos são adaptações nativas de músicas populares européias como as marchas e as polca de um modo mais "balançado". Veja o texto de Ron David em Jazz para principiantes (os comentários em itálico são meus): "O ragtime era uma música de piano tecnicamente complexa que adaptava os clássicos leves europeus - especialmente marchas, polcas e Chopin (o favorito de Ernesto Nazareth) - e os combinava com uma mão esquerda de duas batidas firmes, ao estilo de marcha, enquanto a mão direita dobrava o tempo e colocava os acentos entre as batidas fortes da mão esquerda ao invés de em cima delas, desta maneira sincopando (ragging) o tempo. (...) A música européia enfatiza as batidas fortes - a primeira e a terceira (do compasso quaternário). O jazz enfatiza as batidas fracas, criando o que os músicos clássicos e de ragtime (e de choro) chamam de síncope, e os caras do jazz chamam de swing."

O maior nome do ragtime foi Scott Joplin (1868 - 1917) (foto). Filho de ex-escravo, compôs as peças mais características do estilo e tinha grande aceitação comercial. Ainda assim, considerava sua música de baixa categoria e empenhou anos de trabalho à sua longa ópera Treemonisha, que, apesar de todo seu esforço, foi um fracasso. Decepcionado, sofreu um colapso e acabou morrendo num hospital para doentes mentais.

Disponibizamos aqui The Entertainer, peça de Joplin que se popularizou como trilha sonora do filme Golpe de Mestre. Foi do bandolinista Flávio Henrique a transcrição e sugestão desta peça. Nossa amiga Jane do Bandolim contribuiu com The Ragtime dance, também de Scott Joplin.

The entertainer
The Ragtime dance

Clicky Web Analytics