Grupo Época de Ouro

Conjunto instrumental formado em 1966 por Jacob do Bandolim, teve grande importância no movimento de resistência do choro, na década de 60. Com Jacob, o Época de Ouro lançou os discos "Chorinhos e Chorões", "Época de Ouro" e "Vibrações", passando ao largo da febre de bossa nova que dominava os meios de comunicação. Participou com Elizeth Cardoso e o Zimbo Trio de um show memorável no Teatro João Caetano, gravado em disco mas não relançado em CD no Brasil.

Depois da morte de Jacob, em 1969, o grupo se desfez por alguns anos, voltando a atuar em 1973 sob comando de César Faria, a convite de Paulinho da Viola, para o show "Sarau", dirigido por Sérgio Cabral, que marcou a redescoberta do choro na década. No bandolim, Déo Rian, apontado como sucessor pelo próprio Jacob. Em 76, Ronaldo de Souza passou a ser o bandolinista oficial do grupo. Em atividade até hoje, o Época de Ouro participou de shows e festivais como o Free Jazz Festival, em 1985 e o Projeto Pixinguinha. Em 1994 viajaram por todo o Brasil com o projeto Brasil Musical ao lado do pianista Arthur Moreira Lima, e em seguida foram a Frankfurt, na Alemanha, para uma série de apresentações. Muitos dos veteranos da formação tradicional ainda estão em atividade, como César Faria, Dino 7 Cordas e Jorginho do Pandeiro.

Texto gentilmente cedido pelo site CliqueMusic.

Clicky Web Analytics