Bandolinistas, uni-vos!

por Jorge Cardoso

Pela minha carreira tive oportunidade de observar bandolinistas de todo Brasil e entrar em contato com a personalidade do "bandolinista brasileiro".

Em geral são pessoas dedicadas ao instrumento e que pesquisam tudo sobre música, da mesma maneira que fazia o grande Jacob. Existe, aliás, uma categoria que apelidei carinhosamente, em tom de brincadeira, de "viúvos de Jacob". Tocam copiando o velho mestre nos mínimos detalhes; apogiaturas, arranjos, improvisos... tudo! Muitas vezes deixando de lado os mais antigos como Luperce Miranda, Amador Pinho, Rossini Ferreira e outros.

Precisamos contribuir para o conhecimento coletivo sobre o instrumento, o valorizando e criando um ambiente propício para seu crescimento, criar uma espécie de "Sindicato de Bandolinistas". É preciso montar um elo de união que acabe com o distanciamento que geralmente existe entre bandolinistas. Nesse ponto, a internet tem muito a ajudar.

É urgente levantarmos um banco de dados de músicos, composições, etc. para preservarmos a memória e divulgar o trabalho dos bandolinistas brasileiros, como faz o americano David Grisman. E quanto mais estilos de bandolinistas existir melhor será para ampliarmos nosso campo de ação. Que maravilhoso seria um Encontro Nacional de Bandolinistas! Discussões sobre novos rumos para o instrumento, workshops, sugestões sobre modelos, encordoamentos, microfones, palhetas...

Jorge Cardoso é um de nossos maiores bandolinistas e estudiosos da música popular brasileira instrumental.

Conheça seu trabalho solo Som de bandolim.

Clicky Web Analytics