Afinação

O bandolim tem a mesma afinação do violino, ou seja, em quintas. Usamos oito cordas, agrupadas em pares uníssonos. Do agudo para o grave os pares são afinados em Mi, Lá, Ré e Sol.

Para afinar um par em relação ao outro, toque a sétima casa para afinar o par de baixo ou a quinta para o par de cima.

Dicas para afinação

Uma piada (muito sem graça) diz que existem dois tipos de bandolim: o desafinado e o que espera ser afinado (muito sem graça mesmo).

Resumindo, podemos dizer que o bandolim não é fácil de afinar. Principalmente os pares uníssonos, que devem ficar perfeitos.

Claro que você pode simplesmente comprar um afinador eletrônico, é até importante que você tenha um, mas saber afinar seu instrumento é uma habilidade essencial para qualquer músico.

É importante que seu bandolim esteja afinado no tom certo (o que se consegue facilmente com um afinador eletrônico ou um diapasão) principalmente para facilitar a vida de quem está tocando com você.

Tocando sozinho, não há muito problema em afinar num tom mas baixo, mas afinando mais alto o instrumento sofre mais tensão, o que pode empenar o braço com o tempo. Cordas muito pesadas também têm esta desvantagem.

Motivos que dificultam (ou mesmo impedem) a afinação podem estar em vários lugares do instrumento:

Cavalete
O cavalete fora do lugar cria problemas para a afinação. Para testar afine as cordas com um afinador eletrônico. Toque então o 12º traste (ou, ainda melhor, toque um harmônico no 12º traste) e confira com o afinador. Se o segundo som estiver mais agudo, o cavalete está mais perto do braço do que deveria. Se estiver grave, mais longe.

Ao trocar as cordas, afine apenas os pares mi e sol, deixando os do centro soltos. Assim você poderá acertar a posição do cavalete. Depois continue checando. Lembre-se de que depois de afinado seu bandolim, o cavalete não pode ser movido.

É normal uma ligeira inclinação do cavalete, não ficando o mesmo exatamente perpendicular às cordas. O cavalete ficará ligeiramente mais afastado do braço no lado das cordas graves do que no lado das agudas, compensando a diferença das cordas.

Trastes
Se você usa o mesmo bandolim há muito tempo, certamente percebe que os trastes estão gastos, percebe uma "depressão" em algumas partes deles. Trocar os trastes é a solução, e vai levar muito tempo para precisar fazer isso novamente.

Cordas
Cordas velhas são difíceis de afinar. Não tenha pena: troque.

Braço
Um braço empenado é um problema sério, não tente fazer nada sem a ajuda de um profissional. Veja em dicas como evitar este tipo de problema.

Comentários

guitarra baiana

companheiros musicais:tenho duvidas e dificuldades com relação a tensão e tipo de corda a comprar ou selecionar pra tocar minha guitarrinha baiana q tem 04 cordas porem quero afinar como bandolim na qual ja trabalho nas noitadas alagoanas....obrigado...wellington do cavaquinho etc...

AFINAÇÃO CAVACO BANDOLIM

PEGUE A QUARTA CORDA SOL, COLOQUE NA TERCEIRA RÉ, PEQUE A QUINTA DO VIOLÃO LÁ, E COLOQUE NO LUGAR DA QUARTA SOL DO BANDOLIM E VERÁ UMA AFINAÇÃO FIRME NA QUITARRINHA.

MAURICIO DE BELO HORIZONTE.

ABRAÇOS.

Clicky Web Analytics